sábado, 4 de junho de 2011

"TETRAGRAMA" O QUE É ISSO? "NOMES"! E, O NOME DE "DEUS...!":

TETRAGRAMA

Esse é o nome que se dá às quatro letras que representam o inefável nome de Deus, YAHWEH,[A FORMA “ERRÔNEA” DE SE ESCREVER O NOME DE DEUS PELOS MOTIVOS DAS LETRAS “EMPRESTADAS” - {“A” e “E” - DE: ADONAI; ELOHIM]; ou seja, YHWH. Esse nome nunca foi e nunca é pronunciado pelos judeus, embora suas vogais tenham sido emprestadas dos nomes Adonai ou Elohim. Uma corruptela de criação gentílica é Jeová, QUE NADA SIGNIFICA PARA O POVO HEBREU! (Palavras do autor): “Quando estudei o hebraico, na Universidade de Chicago, os estudantes judeus sempre distorciam o som do nome (Yaohushua), O NOME CORRETO DO MESSIAS, quando liam o texto bíblico em voz alta, a fim de não se tornarem culpados de pronunciá-lo”. Ver o artigo geral sobre Deus, Nomes Bíblicos de, que inclui maiores informações sobre esse nome divino.







DEUS, NOMES BÍBLICOS DE



Esboço:

I Caracterização Geral

II Lista dos Nomes Divinos

III Comentário sobre os Principais Nomes





I Característica Geral



(Com a “ajuda do querido, Irmão – José de Camargo [um estudioso da palavra, como eu, que estudamos a mesma há mais de 9 anos; esta apostila, tomou um caminho correto! Graças a sua ajuda. Obrigado irmão. Que o MESSIAS, guarde os seus caminhos]. {“CAÇANDO PISTAS . TSOFEHATALAIA@BOL.COM.BR Luís Cláudio – estudos Hebraicos.}. PESQUISAS FEITAS PELO: (Sr. José de Camargo.):

NOME SAGRADO DO CRIADOR DAS ESCRITURAS SAGRADAS.



Muitas pessoas chamam o “Criador de Deus”. Porem Deus não é nome próprio!

Deus é um substantivo comum como é a palavra “Senhor”; “Médico”; “Advogado”; etc. Se Deus é um substantivo e não um “nome” próprio, qual é o nome divino e sagrado do Criador?



O TETRAGRAMA sagrado encontrado mais de 6.800 vezes nos mais arcaicos dos manuscritos, contém as quatro consoantes hebraicas Yod – He -Vav – He.

TETRAGRAMA transliterado = YHWH. As quatro consoantes hebraicas do nome sagrado, escrito da direta para esquerda (no Hebraico) He – Vav – He – Yod = Transliterado YHWH.

Conhecer o nome original do Criador é fundamental para aqueles que querem o servir em espírito e em verdade.



Conheça a grafia e a pronúncia do nome sagrado – tetragrama:

YOD = têm o som de I ou E transliterado como “Y”.

HE = têm o som de H aspirado no meio da palavra: no final da palavra é “mudo”.

VAV = têm o som de W Quando é consoante. E pode ter o som de “O” ou de “U” - quando recebe uma vogal MASSORÉTICA! (Sendo assim: “Vav” = O; “He” = HU).



YHWH – tomou a forma (YAHWEH) – errada! Pois, as vogais “a” e “e” - foram emprestadas (tomadas de Adonai, elohim). Dando a forma errada ao tetragrama por motivos do texto massorético essas vogais não são corretas no “hebraico”. Ou seja: O texto massorético, trouxe as letras (QAMETZ ; OU HOLAM = “T”. ESSE “A”, SE TORNOU UM DITONGO - “AO” - “YAOHWH” (SEM O “E”). ONDE, NO FINAL DO TETRAGRAMA – O “H” NÃO SE PRONÚNCIA - “É MUDO” - FICANDO O SOM “YAOHU” - YAOHU-UL).



(Recapitulando: “Depois que entrou o sinal massorético “T” – qametz ou holam, o “A”, se tornou um DITONGO - “AO” - E, POR SER UM DITONGO, CAMINHAM JUNTOS.).

(UL = “ETERNO”).

O HODSHUA de UAOSHORUL – o ALTISSÍMO. YAO UL 2,32(Joel) At 2,21.

“UL” de ULHIM denominação de YAOHU - “DO ETERNO” = YHWH se pronuncia “UL” - Significa = “SUPREMO” - Pv 30,4.

“UL” - AQUELE QUE VAI ADIANTE.

(“Vem de forma acadiana “ILHU” do verbo “UL” Hebraico “ULHIM” BERISHIT.”).

Romanos 10,13: PORQUE TODO AQUELE QUE INVOCAR O NOME DE YAOHU SERÁ SALVO!

* (VEJA, NO FINAL DA APOSTILA: MAIS EXPECIFICAÇÕES DO “NOME DE DEUS”)§. IRMÃO – JOSÉ DE CAMARGO.







1. Nomes Pagãos.

A fértil imaginação dos homens tem atribuído inúmeras funções ao Ser divino, e, ao enfatizar muitas delas, tem-lhe conferida grande variedade de nomes. Essa atividade é universal, não se circunscrevendo à Bíblia. Nas religiões politeístas, vemos os deuses realizando muitos tipos de serviço, e os nomes a eles atribuídos refletem as atividades específicas de cada divindade em questão Cronos (tempo, e eterno) era um dos principais deuses da mitologia grega. Zeus, um de seus filhos, finalmente o derrubou. Sob Zeus, os deuses organizaram-se, com seus muitos tipos de autoridade e funções. - O nome de Zeus significa “céu brilhante”, tendo sido assim chamado porque a princípio foi identificado com o céu e seus fenômenos. Os raios sempre foram suas armas principais, por meio dos quais ele preservava a disciplina entre os deuses e os homens. Gaea (terra) era a deusa da vida, a mãe de todos. Os homens reconhecem a sua dependência de terra, quanto à sua vida física, o que explica o nome e as funções dessa deusa. Na angelologia judaica posterior, anjos com nomes apropriados assumiram funções atribuídas a muitos dos deuses pagãos. Haveria até mesmo anjos controladores dos elementos da natureza, como o vento, a chuva, a saraiva, o calor e o frio.

A) Os nomes de Deus na Bíblia, embora provenientes de um processo mais elevado e mais nobre do que aquele que produziu os nomes dos deuses pagãos, refletem o mesmo tipo de atividade. Os nomes de Deus refletem suas qualidades e atividades, coisas às quais os homens dão atenção especial. Na verdade, a leitura de uma lista dos nomes divinos encontra paralelo parcial na leitura da lista dos atributos e atividades de Deus.

C) Empréstimos. Como já seria de se esperar, nem todos os nomes divinos, dados no AT, pertenciam originalmente à cultura hebreia, mas foram tomados por empréstimo de um fundo comum de nomes que havia na cultura mesopotâmica. El, nome básico de Deus, que se encontra em diversas combinações, é uma das mais antigas designações da deidade no mundo antigo. Forma o componente básico dos nomes de Deus na Babilônia e na Arábia, e, naturalmente, na cultura israelita. O sentido original de El parece ser “forte”, dando a entender as capacidades de controlar, de obrigar, pelo que é evidente, um poder que os homens julgavam ser uma necessidade aos atributos da divindade, tornou-se o próprio nome divino. Quase todos os outros nomes divinos originaram-se desse modo.

D) Instrumentos da Revelação. Embora houvesse a atividade humana por detrás do desenvolvimento dos nomes divinos, podemos dizer, igualmente, que esses nomes foram discernimentos quanto à natureza de Deus, pelo que esses nomes também fazem parte da revelação, tanto a natural quanto a sobrenatural. O nome de uma pessoa revela algo de distintivo sobre essa pessoa, de acordo com os costumes dos hebreus. Quanto mais isso deve ser verdade, quando falamos a respeito de Deus.



E) Respeito pelo Nome Divino. Acima de todos os outros povos, os hebreus respeitavam e temiam a Deus. Por essa razão, não usavam o nome de Deus frivolamente. Eles pronunciavam os nomes de Deus como alterações que lhes permitiam não terem de verbalizar os sons exatos desses nomes. Os escribas registravam os nomes de Deus lavando frequentemente as mãos. Um dos mandamentos mosaicos, o terceiro, proibia o uso frívolo do nome divino (Êx 20,7). Sabemos que as culturas antigas acreditavam no poder mágico dos nomes. Saber qual nome de uma divindade ou de um demônio, supostamente dava à pessoa certo poder sobre essa divindade ou demônio, em momentos de necessidade. No caso dos demônios, o conhecimento dos nomes deles poderia ser um meio de expeli-los. Esses fatos demonstram o respeito que algumas pessoas tinham pelos nomes e talvez esse fosse um dos motivos pelo extremo respeito que os judeus tinham pelo nome divino. No judaísmo posterior, encontramos o uso mágico de nomes; mas não temos evidências a esse respeito quanto à primitiva cultura judica, embora isso deva ter existido em algum grau e de alguma maneira.





2. Lista dos nomes divinos. (Aqui que começou toda confusão de traduções da Septuaginta com as línguas: Hebraico, Aramaico, Grego e as alterações gentílicas): Para o inglês, francês, e o português – {sendo que a primeira tradução foi para o “grego”}; observação minha (Anselmo Estevan).

Apresentamos abaixo certa variedade de nomes de Deus, a fim de dar ao leitor uma ideia sobre a extensa natureza dos nomes divinos. Deus. El, Elohim, Eloah. Esses nomes são de ocorrência muito frequente, aparecendo em muitas combinações, o que comentamos na seção (3).

(Nomes tomados erroneamente) Anselmo.

Yahweh. As consoantes desse nome foram combinadas com as vogais de Adonai, aparecendo de modo frequente e em muitas combinações.

Rocha. Tradução da palavra hebraica tsur, “rocha” (Is 44,8). Correto.

Adonai. No hebraico, Adonai; no grego, Théos, usualmente traduzidos em português por Deus. (Não acho correto, pois o significado é tomado por “senhor”).

Senhor. No hebraico, Adonai; no grego, Kúrios. (TOTALMENTE ERRADO).

Divindade. No grego, Theótes (Cl 2,9), ou Theios (At 17,29).

Deus Altíssimo. No hebraico, Elyon (Sl 18,13).

Santo (de Israel). No hebraico, Qadosh (Sl 71,22).

Poderoso. No hebraico, El (Sl 50,1); ou Gibbor (Dt 10,17). [forma errada – transliterada].

Deus dos Deuses. Dt 10,17. (Estranho. Parece blasfemar do nome, não concordo...).

Senhor dos Senhores. Dt 10,17; no grego, Kúrios (Ap 17,14). (Não Concordo com o “Senhor”).

Doador da Luz. No hebraico, Maor (Gn 1,16). Ok!

Pai. No hebraico, Aba (Sl 89,26); transliteração grega do aramaico abba (Rm 8,15).

Juiz. No hebraico, Shaphat (Gn 18,25).

Redentor. No hebraico, Gaal (Jó 19,25).

Salvador. No hebraico, Yasha (Is 43,3); no grego, Soter (Lc 1,47).

Libertador. No hebraico, (Palat, Sl 18,2).

Escudo. No hebraico, Magen (Sl 3,3).

Força. No hebraico, Eyaluth (Sl 22,29).

Todo-Poderoso. No hebraico, Shaddai (Gn 17,1).

Deus que Vê. No hebraico, El Roi (Gn 16,13).

Justo. No hebraico, Tsaddiq (Sl 7,9).

Senhor dos Exércitos. No hebraico, Elohim Sabaoth (Jr 11,20); no grego Kúrios (Rm 9,29; Tg 5,4). (Não acho correto o título de 'senhor', novamente!).

Rei dos Reis. No grego, basileus basiléon (Ap 17,14).

Deus Vivo. No hebraico, Elohim (Dt 5,26).

Pai das Luzes. No grego, Pater (Tg 1,17).

Eu sou. No hebraico, Hayah, no grego, Ego eimi (Jo 8,58).

{Veja: a mistura de “nomes divinos corretos” com “títulos” – corretos e não corretos – que por muitas vezes representam divindades pagãs! Daí a total confusão das “línguas”, e suas traduções com a mistura da vontade humana.}. Observação: Anselmo Estevan. Ps. E, acredito que há um só nome divino = YAOHU-UL. - ÚNICO!!!

3. Comentário sobre os Principais Nomes

- El, um termo para indicar Deus (deus), ou seja, a deidade verdadeira ou falsa, ou mesmo um ídolo que os homens chamem de “deus” (Gn 35,2), como o Deus de Betel (Gn 31,13). El era o nome do deus supremo da religião cananeia, cujo filho era Baal. O plural de El é Elohim, palavra que também pode significar deuses, ou que pode ser usada como um aumentativo para referir-se a um elevado poder, o Deus supremo. (Ver sobre a palavra seguinte). O sentido básico de El, é “força”.

- Elyon, El Elyon, o Deus Altíssimo, título usado em conexão com a adoração de Melquisedeque (Nm 24,16). Em salmos 7,17 a palavra aparece composta com Yahweh. Em Daniel 7,22.25 há um plural aramaico dessa palavra.

- Elohim, embora seja plural, podendo ser traduzida por “deuses”, essa palavra pode indicar o Ser supremo, sendo usado o plural para enobrecer a palavra, e não para que pensemos no verdadeiro plural. A própria palavra é um plural de El e retém, por isso mesmo, o sentido básico de “força”, “poder”. A presença desse nome, na narrativa da criação (no plural), tem dado origem à interpretação trinitariana da palavra, ali; mas isso é uma cristianização da passagem, e não uma verdadeira interpretação. Gênesis 1-1 faz com que esse seja o primeiro nome de Deus na Bíblia.

- Eloah, uma forma singular de Elohim, e com o mesmo sentido de El. Essa forma variante encontra-se principalmente na linguagem poética, pelo que aparece, com mais frequência, no livro de Jó.

- El 'Olam, com base na forma original, El dhu-'Olami, que significa Deus da Eternidade. Em Gênesis 21,33 aparece em combinação com (Yahweh) = Senhor.

- 'El-Elahe-Israel, que significa “Deus é o Deus de Israel”. Foi nome usado por Jacó em Siquém (Gn 32,20), comemorando o seu encontro com o Anjo de (Yahweh). Foi ai que ele, e, portanto, Israel, dedicou-se a Deus usando a forma (Senhor). Errado!

Jeová. Esse nome foi artificialmente criado: O tetragrama YHWH (Yahweh) era considerado sagrado demais para ser pronunciado. As vogais de Adonai (meu Senhor) foram combinadas com as consoantes yhwh, e o resultado foi a forma Jeová. Não se trata, realmente, de um nome de Deus, mas de uma corruptela do nome, a fim de que pudesse ser proferido, sem nenhum temor pelos judeus. Mas nunca aparece, com essa forma , no século XII D.C. Antes disso, - cada vez que aparecia YHWH, os judeus pronunciavam “Adonai”.[VEJA, O QUE ISSO PROVOCOU ATÉ HOJE, OS ERROS E A BRASFÊMIA DO NOME PESSOAL “YAOHU-UL”. O NOME DE DEUS, {SENDO “DEUS” - SOMENTE UM “TÍTULO”, - NÃO SEU NOME}]. VEJAMOS:

-Yahweh, com formas mais breves com Yah (Êx 15,2, etc), Yahu e (Yeho – que não existe, “somente na forma errada”). Entre os nomes sagrados dos documentos de Ras Shamra, no norte da Mesopotâmia, da época do século XV A.C., temos a forma Yaw. Esse nome era pré-mosaico, o que fica implícito no fato de que aparece com uma nova revelação feita a Moisés (Êx 3,13-15; 6,4). Que não era um nome originalmente israelita fica patenteado em Gênesis 4,26. É questão contestada exatamente sob quais circunstâncias ocorreu a adoração a (Yahweh), ou a incorporação desse nome na teologia judaica. YHWH, a forma hebraica mais longa, é confirmada desde o século IX a.C., em fontes extrabíblicas. - Assim aparece na pedra moabita. Vem do verbo ser, dando a entender o Deus vivo e eterno. Êx 3,14, onde temos o nome de Deus “EU sou”. (Yahweh) tornou-se o nome predominante de Deus, por demais sagrado para ser pronunciado, Notemos o que diz Êxodo 3,15: “O Senhor (no hebraico, Yahweh), o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó...”, onde Deus é qualificado com Yahweh, como Seu nome especial. Portanto, tornou-se um nome próprio, em contraste com Elohim, que pode ser o simples abstrato para “deus” ou “deuses”.

-Yahweh Elohim (Gn 2,4 e cap. 3). Uma combinação comum.

-Várias combinações com Yahweh:



• Yahweh yireh, que significa “Senhor que provê” (Gn 22,8.14).

• Yahweh nissi, “o Senhor é a minha bandeira” (Êx 17,5), usado pela primeira vez para comemorar a vitória de Israel sobre os amalequitas.

• Yahweh shalon, “o Senhor é paz” (Jz 6,24).

• Yahweh tsdquenu, “o Senhor é a nossa justiça” (Jr 23,6; 33,16),

• Yahweh samma, “o Senhor está alí” (Ez 48,35).

• Estritamente falando, esses nomes não são nomes divinos, mas apenas combinações com frases, para aludir a eventos especiais. Só que pra piorar, devido a confusão com o nome próprio de “Deus”, blasfemam o seu nome com a de uma divindade – pagã – Baal.(colocação minha – Anselmo Estevan.).

• Yahweh Sabaoth, Esse é um verdadeiro nome divino, que significa “Senhor dos Exércitos”. Não se acha no Pentateuco, aparecendo no Antigo Testamento somente em 1Sm 1,3. Deus era adorado por esse título em Silo. Foi usado por Davi, quando desafiou os filisteus (1Sm 17,45), e em seu cântico de vitória (Sl 24,10). Tornou-se comum nos livros proféticos, sendo usado por oitenta e oito vezes somente no livro de Jeremias. Esse título refere-se a Deus como Capitão dos Exércitos, protetor de seu povo, aquele que obtém qualquer tipo de vitória que se possa imaginar (Sl 46,7.11). Os “exércitos”, nesse caso, são os poderes celestiais, sempre prontos a cumprir a vontade de Deus e a produzir qualquer tipo de vitória de que o povo de Deus precise.

• Yahweh Elohe Yisrael, “o Senhor Deus de Israel”, uma forma composta encontrada, pela primeira vez no cântico de Débora (Jz 5,3), mas frequente depois disso (Is 17,6; Sf 2,9; Sl 59,5), em outras combinações.

• Quedosh Ysrael, “o Senhor de Israel”, usada por vinte e nove vezes em Isaías (Is 1,4 etc.). Também encontrada em Jeremias e em Salmos.

• Abir Ysrael, “o Poderoso de Israel” (Is 1,24)

• Nesah Yisrael “a Força de Israel” (Sm 15,29).

• 'Attiq Yomin, expressão aramaica que significa “o Antigo de Dias” (Dn 7,9.13.22).

• 'IIIya, 'Elyonin, “O Altíssimo”, expressão aramaica que aparece em (Dn 7,18.22.25.26, alternada no texto com a expressão de número dezesseis, acima).



A GERAÇÃO DOS DEUSES



Hesíodo forneceu uma tentativa interessante e explicar como os deuses surgiram. A sua Teogonia (a geração dos deuses) explana a geração e a descendência dos deuses, quem era o principal deles, quem veio em seguida, e então como os deuses foram surgindo ordem após ordem. Ele tentou criar um sistema com base na teologia pagã, o que não foi tarefa pequena e fácil. Outras noções sobre isso emergem de obras como o Timeu, de Platão e a De Natura Deorum, de Cícero. Vários dos pais da Igreja antiga, como Justino Mártir, Tertuliano, Amóbio, Eusébio, Agostinho e Teodoreto expressaram seu espanto diante da extensão da idolatria pagã. Havia divindades superiores, inferiores, nobres, vis, no céu, na terra, nos prados, nas águas, no ar, no céu distante e no hades, debaixo da terra. Cada lugar existente simplesmente estaria repleto de deuses.

Marcus Terentius Varro Reatinus, o mais erudito dos romanos (cerca de 116 a.C.), teria escrito mais de seiscentos livros! Ele contou nada menos de trinta mil deuses pagãos. Mas, na realidade, seu número é incalculável.



Como o artigo é muito extenso, vou citar só os nomes para efeito de pesquisa e registro:

ADRAMELEQUE; ANAMELEQUE; ASIMA; ASERÁ; ASTARTE; BAAL; BAAL-BERITA; BAALINS; BAAL-PEOR; BAAL-ZEBUBE; BEL; ADORAÇÃO AO BEZERRO DE OURO; CASTOR E PÓLUX, (FILHOS DE JÚPTER); CAMOS; QUIUM; DAGOM; DEUS. LAT. PARA O GREGO ZEUS, deus DOS CÉUS; DIANA; GADE; JÚPTER; MALCÃ; MENI (NO HEBRAICO SIGNIFICA = DESTINO); MERCÚRIO; MERODAQUE; MILCOM; NEBO; NEUSTÃ = COBRE NO HEBRAICO; NERGAL = DEUS SOL BABILÔNICO; NIBAZ; NISROQUE. SENAQUERIBE – REI DA ASSÍRIA, ADORAVA ESSA DIVINDADE; PÓLUX – VER CASTOR E PÓLUX.; REFÃ – CORPOS CELESTIAIS (ADORADA PELO ISRAEL NO DESERTO ATOS 7,43; RIMON; SÁTIRO = PELUDO; SICUTE; SUCOTE-BENOTE; TAMUZ; TARTAQUE).





NOMES E SUAS CURIOSIDADES:



Os nomes dos poderes divinos e dos seres humanos são mais fáceis de entender quanto ao modo como surgiram. Assim, El é o nome de Deus que destaca o seu “poder”; Yaohu é o nome do Deus que existe eternamente; Adão significa “homem”; Hodes nasceu na época da “lua nova”; Benori quer dizer “filho da minha dor”; um nome que lhe foi dado quando nasceu; Lia significa “cansada”; Edon quer dizer “vermelho”; Corá indica “calvo”. As meninas davam-se nomes de flores ou de animais. Assim, Raquel quer dizer “ovelha”; e Susana significa “lírio”. Motivos religiosos também foram usados na outorga de nomes às crianças, como Maalalel, “louvor a El”; Elionai, “meus olhos voltam-se para Yaohu”; Israel significa “príncipe de El”; Josué, “Yaohushua é salvação”. Nomes assim eram dados a pessoas piedosas, na esperança de que as pessoas assim chamadas deixar-se-iam influenciar pelos mesmos, e que suas vidas fossem espiritualizadas. Certos nomes pessoais exprimiam esperanças secundárias, como José, que parece significar “Deus me dê outro filho”. Nomes como Nabal são mais difíceis de explicar. Pois qual pai daria a seu filho um nome que significa “estúpido”? Mais compreensível é um nome como João, cuja forma original, em hebraico, Johanan, significa “Yah é gracioso “. É provável que certos nomes próprios sejam dados complemente à revelia de seus significados originais. Quantos pais chamariam uma filha de Margarida, se soubessem que esse nome quer dizer “pérola”?; ou um filho, de Lucas, que significa “luz”?; ou Mateus, “presente de Deus”?; ou Hortência, “jardim”? Os nomes de família também têm seus respectivos sentidos. Damos alguns exemplos: Melo, “plenitude”; Peres, “rompimento”; Almeida, “unitário”; Silva, “silvestre”; Valverde, “vale verde”; Castro “fortaleza”; Bentes, “vento”; Souza, “se susã (Pérsia)”.

No antigo Israel, muitos pais davam a seus filhos nomes alicerçados em apelativos de divindades, como Baal-Hanã, Isabaal, Zorobabel, etc. Todavia, nesses casos, não é muito provável que houvessem a tentativa consciente de honrar as divindades estrangeiras. Simplesmente os pais israelitas apreciavam o som de tais nomes, tal e qual sucede entre todos os demais povos do mundo.

2 comentários:

  1. O ESPÍRITO FICA NO CORAÇÃO é ÊLE QUE FAZ PULSAR O CORAÇÃO . AMNÁO = AMINÁO = AMÉM = ASSIMSEJA. Eu sou o AssimSeja : Amináo
    Y H VV H = QUE VOCÊ acabou de LÊR ( éo mais importante de tudo ) significa o nome dos criadores-ETERNOS, foi revelado ao Moisés, no Monte Sinai, na Escrituras Sagradas Hebráicas Arcaicas. Chama das de Torah. Na Bíblia Sagrada, exodus,capitulo,3,versículo,13 : manochua1@gmail.com, http://www.bibliaonline.com.br/acf/ex/3 nas BÍBLIAS modernas o LUCIFÉRO ( o anjo-decaído ) agindo nas trévas instigou tradutores que não tem compromisso com a verdade a colocarem o nome de um ídolo grego = Iesu + s – e – depois no latim = trocou o I por J e ficou = JESUS = VEJA O VÍDEO NO YOUTUBE.COM http://www.youtube.com/watch?v=XNVzksxqhMI com os esclarecimentos completos. Y H W H foi transliterado do Hebráico Arcaico as Letras atuais: agá: H, dábliu: W, agá: H, e ypsilon : Y no HEBRAICO a leitura é feita da direita para a esquerda. O tetragrama são duas palavras. Para passarmos para o Português façamos a inversão, ASSIM : PRIMEIRO : DIVIDIMOS AS PALAVRAS POR UM TRAÇO, POIS NO PORTUGUÊS DUAS PALAVRAS JUNTAS PODE MUDAR O SOM eou SIGNIFICADO : Y H – W H , e para LER invertemos; para H Y - H W . a letra: H , se pronuncia português como se fosse um RR como na palavra carro, a letra Y , se pronuncia como se fosse um I , dobrado ou seja dois II (is ) no plural. juntando o H Y , a pronuncia fica : rym . e significa ETERNOS. Que é o nome dos CRIADORES. Agora a outra palavra é : H W , o H , é igual também a um R, na palavra carro. E o W = VÊ-DÁBLIU , são dois vês : isto é dobrado, o nome é VÊ-DÁBLIU , o vê se pronuncia “ U “ o vê-dábliu : são dois Us isto é plural : para se escrever então fica ASSIM : RYM pronuncia = RYM o M significa plural. no segundo caso : fica ASSIM : RUL o L significa o plural, ao pronunciar , leva-se a ponta da língua ao céu da boca. Amnáo. Cada U , significa : PODER, no caso plural : poderes: RYM-RUL = ETERNOS-PODERES. E para completar a palavra : HAB , significa : os CRIADORES , transliterando de maneira incorreta = RABI , isto é no plural. devemos escrever “RAB “ não com o “ I “ e sim, com o
    “ Y “ que é o plural. rab-Y = com a pronuncia : rab-RYM , mais completo , rab-RYM-rul. A referencia é : Rab , o NOME dÊLE é RYM : eternos, e ÊLE é RUL : poderes. rab-RYM-rul = criadores-ETERNOS-poderes. com o W : vê-dábliu que é plural. e ficaria assim : RW , e ou RVV . trocamos significado do vê que o som do U no português e colocamos a letra “ L “ para dar o som de plural. levando ...a... língua ...ao... céu..da.. boca... manushua@gmail.com + AssimSeja
    87.NAQUELE TEMPO,Eu(rab-RYM) mudarei a fala d Meu povo d regresso(arrependido) Hebraico puro d tal forma pra q eles possam,
    Naquele tempo,Eu(RYM-RUL)mudarei a fala d Meu povo d regresso(arrependido)para Hebraico puro,de tal forma q eles possam adorar“RYM-RUL“ juntos em harmonia e unidade ! Sofonias 3:9 Bíblia. Assim você vê que sempre foi o propósito de rab-RYM, significa = Criadores-Eternos, purificar a língua de seu povo de regresso (arrependido), por que você irá se lembrar que, desde o grande fracasso da torre de Babel ( Babilônia ) as línguas dos homens foram amaldiçoadas, exceto para o Arcaico, original Hebraico. o seu nome : hó, RYM-RÚL, hó, RYM-RÚL, quão EXCELENTE é o teu nome por toda terra santificado, ADORADO sublime... reconheceremos a genuína Fonte e Principal Mover de toda vida, MANUSHUA pesquise no GOOGLE.com. Amináo Fé

    ResponderExcluir
  2. ADM.SECAL.2A.2010 - Yahoo Grupos - o Livro do MANUSHUA , pesquizar no GOOGLE
    ( ADM.SECAL. etc...) e ou O LIVRO do MANUSHUA e WILSON PEREIRA no FACEBOOK
    e leia o Livro do MANUSHUA nas postagens de 1 a 100 ABRA
    Wilson Pereira Perfis | Facebook , pesquisa no GOOGLE
    Wilson Pereira Profiles | Facebook , pesquisa no GOOGLE
    manushua@gmail.com, manochua1@gmail.com,
    - POSTAGENS – 01 - a -14- do LIVRO do MANUSHUA . docx - 112kb
    - POSTAGENS - 15 - a - 28 - do LIVRO do MANUSHUA.docx - 102kb
    - POSTAGENS - 29 - a - 42 - do LIVRO do MANUSHUA.docx - 116kb
    - POSTAGENS - 43 - a - 56 - do LIVRO do MANUSHUA.docx - 110kb
    - POSTAGENS - 57 - a - 70 - do LIVRO do MANUSHUA.docx - 99kb
    - POSTAGENS - 71 - a - 84 - do LIVRO do MANUSHUA.docx - 106kb
    - POSTAGENS - 85 - a - 100 - do LIVRO do MANUSHUA.docx - 122kb
    - ALEFBET . HEBRÁICO.docx - 30kb

    ResponderExcluir